Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / COVID-19: Em reunião na Câmara Municipal, secretária de Saúde anuncia início da segunda etapa da vacinação

COVID-19: Em reunião na Câmara Municipal, secretária de Saúde anuncia início da segunda etapa da vacinação

por adm publicado 03/02/2021 12h57, última modificação 03/02/2021 12h57

Por Jerusia Arruda

Durante a reunião da Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Montes Claros, realizada na manhã desta quarta-feira (03), a secretária municipal de Saúde, Dulce Pimenta, anunciou o início da segunda etapa da vacinação contra Covid-19, previsto para esta quinta-feira (04).

A secretária foi convidada para apresentar à Comissão o Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19. Participaram da reunião os membros da Comissão, vereadora Maria Helena Lopes (presidente), vereador Raimundo do INSS (vice-presidente) e vereador Odair Ferreira (relator), além do presidente do Legislativo municipal, vereador Cláudio Rodrigues.

A secretária explicou que em janeiro o município recebeu 9.362 doses da vacina para imunizar o grupo prioritário definido no Plano Nacional de Imunização (PNI). “Para essa segunda fase, recebemos mais 9.483 doses, que serão utilizadas para vacinar cerca de 2.776 idosos a partir de 90 anos”.

Dulce Pimenta explicou que a aplicação da vacina será feita ao mesmo tempo em o primeiro grupo imunizado receberá a segunda dose. Para isso, o município vai disponibilizar profissionais para fazer o acompanhamento da vacinação, tanto para verificação da aplicação da primeira dose, quanto para triagem e aplicação do imunizante nos idosos.  “Mas não há necessidade de procurar o serviço de saúde. Os idosos deverão aguardar em casa, para se proteger”, recomenda.

Outra opção para se vacinar é o drive thru, instalado no estacionamento sul do shopping Montes Claros. Para receber a dose o idoso deverá apresentar, obrigatoriamente, documento de identificação e comprovante de residência, e cartão do SUS e cartão de vacina, se tiver. “A responsabilidade da vacinação é do município, por isso estamos pedindo o comprovante de residência, para garantir que o idoso vacinado resida realmente em Montes Claros”, explica Dulce Pimenta.

 

Volta às aulas

A presidente da Comissão relatou à secretária que a Câmara tem recebido muitas manifestações de famílias preocupadas com a volta às aulas sem que alunos e professores estejam imunizados e perguntou como o município está se preparando para o início do ano letivo.

Dulce Pimenta explicou que, como ainda não há doses suficientes para imunizar a todos, o município está seguindo as regras do Ministério da Saúde. “Vamos imunizar os idosos, que são mais vulneráveis, para que fiquem protegidos de um possível contágio. O próximo passo é incluir os idosos a partir de 85 anos. Sabemos que é uma situação difícil, e as pessoas precisam continuar se cuidando, adotando as medidas de segurança para que possamos vencer esse desafio juntos”, ressalta Dulce Pimenta.

O presidente Cláudio Rodrigues destacou que a Câmara está à disposição do município nesse trabalho de mobilização e orientação à população. “Todos estamos apreensivos e ansiosos pela vacina e esse trabalho de sensibilização é muito importante para que a população possa compreender as medidas tomadas pelo governo em relação ao plano de vacinação. Sabemos que não é uma decisão fácil, que o desejo é que todos sejam vacinados, e colocamos a rede de comunicação da Câmara à disposição da secretaria municipal de Saúde para divulgação e orientação sobre essas medidas”.

 

Vacinação

Em Montes Claros, a primeira etapa a vacinação contra a Covid-19, iniciada em 20 de janeiro, teve como público prioritário profissionais da saúde, pessoas idosas institucionalizadas, pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes institucionalizados e população indígena vivendo em terras indígenas, seguindo a definição do Plano Nacional de Imunização (PNI).

Nesta primeira etapa foram vacinados 247 idosos, 18 pessoas com deficiência e 7.007 profissionais de saúde. A imunização foi executada por equipes de vacinação da secretaria municipal de Saúde, in loco, ou em seus locais de trabalho ou nas instituições de longa permanência.

Nesta segunda etapa, de acordo com a secretária, a proposta é imunizar 2.776 idosos a partir de 90 anos e aplicar a segunda dose nos grupos prioritários da primeira fase.

Mídias Sociais

Facebook   Youtube

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo